Como criminosos Néo-Nazis apoiados pelo regime em Quieve mataram habitantes de Odessa. Evidência Fotográfica

Global Research, 5 de maio de 2014

ersieesist.livejournal.com

O seguinte texto e as fotos foram mandadas à Global Research. Eles indicam a cuidadosamente planejada agenda para incinerar pessoas dentro do Edifício do Sindicato.

As imagens assim como os relatórios sugerem que o número de mortos seria muito mais alto do que o publicado pela mídia.

A mídia ocidental já anteriormente tinha se mostrado envolvida em ações de encobrimento de fatos assim como de distorções, descrevendo os Néo-Nazis camisas marrons como nacionalistas e “patriotas honestos”. Os governos ocidentais estiveram aqui muito simplesmente acusando as atrocidades em Odessa em paramilitares “Pró-Rússia”.

Os criminosos e assassinos Neó-Nazis estão sendo diretamente apoiados pelo Sector de Direita e [pelo partido] Svoboda-Liberdade, os quais tem um papél central no [atual golpista] governo de coalisão. O Sector de Direita é apoiado por Washington.

Os bandos Néo-Nazis em Odessa tem todas as insígnias e carimbos do terrorismo financiado pelos Estados Unidos, o exemplo maior aqui sendo a Síria, com bandos e esquadrões treinados para cometer atrocidades contra civís. O governo Néo-Nazi dos EStados Unidos instalado em Quieve é uma realidade. Foi confirmado pela publicação “Bild” alemã, que:- “Dezenas de especialistas da CIA e FBI estão instruindo ou aconselhando o governo ucraniano.”

Michel Chossudovsky, Editor da Global Research, 5 de maio de 2014

Uma grande tragédia aconteceu na cidade-porto de Odessa, em 2 de maio de 2014.

Os apoiantes de um federalismo para o país foram perseguidos para dentro do Edifício Casa do Sindicato por bandos do Sector de Direita. O edifício ficou em chamas logo depois, o que resultou em, pelor comunicado oficial, em 42 mortes.

O original foi postado por frallik at КакубивалиодесситоввДомеПрофсоюзовдеталисценария… +18

Já se comprende que no Edifício do Sindicato em Odessa foram mortos muito mais do que 42 pessoas. Os provocadores atiçaram as pessoas para dentro do edifício, onde essas poderiam ser mortas em impunidade, dando-lhes um gozo [mórbido], e sem testemunhas. Não havia fogo dentro do edifício – o fogo foi colocado, para eliminar nele o extermínio em massa desses cidadãos ucranianos.

No começo incendiaram-se as barracas e tendas na praça o que levou, a diversos focus incendiários no aberto da praça perto do edifício ao fundo. [pelos vídeos pode ver-se que os bandos, multidões mesmo, que incendiaram as tendas traziam armas as mais primitivas, como também armas de fogo com as quais atiravam no meio da algazarra, tiroteios e gritos]. O povo foi atraido pela segurança das massivas portas do Edifício do Sindicato. Os adéptos e partidários do federalismo não tinham na praça, em suas tendas e barracas, e não traziam desde antes, garrafas preparadas com misturas incendiárias. De onde teria então surgido o fogo dentro do edifício?

1399107468_1786633855

 

As pessoas que abrigaram-se atrás das portas do andar térreo, foram atacadas pelos bandos ligados ao Sector de Direita, os quais já se encontravam lá dentro do edifício bem antes do começo das execuções. Nesse andar térreo as pessoas foram queimadas até aos ossos. Primeiro junto a entrada principal…

0_8e26a_ffcee15_XL

… Depois junto a todas as três.

144295_original

…os bombeiros só chegaram, de quando já se tinham queimado até as as massivas portas de entrada do edifício.

144114_original

 

No sólido edifício de cinco andares, com o teto a altura de 3 metros, fogo aberto via-se ainda só num dos escritórios

138801_original

 

Quem poderia ter entrado no telhado de um edifício administrativo de importância nacional? Talvez os que tivessem recebido de antemão as chaves das grelhas de aço protegendo as portas do telhado.

13880a

Esses estranguladores e assassinos tem de ser encontrados. Eles poderiam dizer muito a respeito de quando o plano de implementação começou, e de como eles em antecedência trouxeram os abastecimentos dos chamados coquetéis Molotoves para dentro do Edifício do Sindicato.

Na foto acima tem-se vilões fazendo o papél de anti-golpistas e para um federalismo. Isso é típica maneira à la Hollywood (EUA/Israel) de fazer atentados com falsas bandeiras (carregar por exemplo num navio uma falsa bandeira para acusar a outros países, pessoas, ou grupos por suas ações criminosas.)

45798_1000 (1)

Corpos completamente queimados no andar térreo junto as portas de entrada.

131

Porque estariam esses corpos queimados nos andares superiores onde não se teve fogo aberto?

102

Os mesmos corpos de um outro ângulo:

– Painéis de madeira, corrimões de madeira e escadas e pedaços de lâminas/folhas não parecem estar queimadas;

– O oval azul aponta para a barricada feita de mesas, cadeiras e cabinetes. Esses não estavam nem tocados pelo fogo, ao contrário dos corpos carbonizados.

– De onde teria vindo a barricada? Teriam sido construidos pelos assassinos ligados ao Sector de Direita para fechar as pessoas tentando salvar-se nos andares superiores?

133

O corpo dessa mulher foi puxado pelo chão através da sala longe do lugar de sua morte. Quem e porque fez isso?

133a

Esse homem foi baleado na cabeça. Julgando-se pela claramente visível poça de sangue, o assassino atirou de muito perto, de maneira que a bala atravessou o crâneo.

104a

Já notou como os mortos tem em muitos casos só a cabeça e os ombros queimados? Que a roupa abaixo do peito/tórax não está afetada pelo fogo? Alguèm deve ter posto matéria inflamável na parte superior do corpo dessas pessoas e depois posto fogo.Seria possível que os óculos escuros continuassem no rosto desse homem sem que ele tentasse sacudir o napalm de sua cabeça? Preste aqui atenção como as mãos e os pulsos delas foram queimados até aos ossos, também.

On this and previous pictures, a strange “whitewash” can be seen on the floor. That is the powder from extinguishers used by the punishers after people died…in order not to burn themselves or suffer from carbon monoxide.

Nessa e em precedentes fotos, uma esquisita mistura branca pode ser vista no chão. Esse é o pó dos apagadores de incêndio usados pelos perpetradores depois das mortes… para não se queimarem ou sofrer da carvão monoxide.

103 (2)

Dois jovens, um rapaz e uma moça. Eles não estavam queimados, nem sufocados – não há sinais de fogo aberto no chão (que parece ter mais que cinquenta anos e deveria ter pego fogo como palha seca) e nem fuligem nas paredes. Eles foram mortos por outros meios. Muito provavelmente alguêm quebrou seus pescoços – “profissionais” entretendo-se.

68cf1421dc2

Também haviam barricadas em outros andares. Sangue no chão. Cabeça queimada.

A flecha vermelha: Aqui é possível que alguèm tenha roubado as roupas das vítimas. É uma história conhecida (em batalhas, roubos e guerras]

Nota: de acordo com uma das principais versões do que teria acontecido em  2 de maio em Odessa, o Sector de Direita teria posto em ação [o que, como dito acima, se conhece por] uma operação de falsa bandeira. Eles colocaram em si mesmos as fitas com o símbolo de São George (esse é o símbolo dos anti-golpe de estado ocorrido recentemente no país). Os apoiantes do golpe organizaram também daí uma violenta provocação contra outros apoiantes do golpe, seus aliados. Isso para depois colocar toda a culpa nos anti-golpistas, e também para que esses fossem vistos como os responsáveis pelas mortes de tantas pessoas. [Um perfeito exemplar do que se chama uma operação com uma falsa bandeira]

101

Mulher morta, perto do elevador, sem roupas abaixo da cintura. Muito provavelmente ela teria sido violada, e depois empapada com uma mistura incendiária e posta em flamas.
106

106a

Pessoas baleadas na cabeça

121

O mesmo cenário de novo: cabeças, mãos, e ombros queimados, com a parte inferior do corpo não tocado pelo fogo.

192

192a

Homem baleado várias vezes na cabeça.

172

Essa é a foto mais horrível. Muito provavelmente essa seria uma mulher grávida, trabalhando no seu local de trabalho durante o feriado, fazendo a limpeza e aguando as flores. Ela foi estrangulada com um fio elétrico. Ela tentou resistir – pode-se ver as flores jogadas no chão.

O vídeo seguinte gravou como essa mulher chorava e gritava por socorro enquanto sendo assassinada. (“SOCORRO! SOCORRO!” – os gritos começaram em 0:20)

145631_original

…provavelmente esse será seu assassino

139

Esse cartão acima, no qual a flecha aponta para a vítima, o provável assassino, e a cena do crime tem a inscrição: “Nós apagamos a Futura Mãe! Glória à Ucrânia!”.  Esse cartão foi sem constrangimentos postado por um dos “patriotas” da Ucrânia.

Nota: “Mommy Odessa” – “Mamãe Odessa” é um nome afetuoso para Odessa, semelhante a “Big Apple” para Nova Iorque, ou Esmeralda City” para Seattle.

Futura Mãe (mulher estrangulada) e Mamãe Odessa estão agora mortas. Assim como toda a Ucrânia

No próximo vídeo uma testemunha ocular diz, em russo, que haveria mais de cem vítimas assassinadas dentro do Edifício Casa do Sindicato.

92eea3cb6013\

P.S. O número dos mortos poderá ser tão alto como 300.  A maioria das pessoas, especialmente crianças e mulheres, foram cortadas com machados e mortas a porretadas e pauladas no andar térreo do Edifício do Sindicato: http://vlad-dolohov.livejournal.com/ 876486.html

Como morreram na Casa do Sindicato as pessoas de Odessa-  cenário detalhado… +18

С переводом на английский (includes English version). Inclui uma versão em inglês

Nota: a versão em inglês foi corrigida, graças a  skydigger, panchul, ИванКрамской ,

 

Texto original em inglês :

ukraine-otanHow Neo-Nazi Thugs Supported by Kiev Regime Killed Odessa Inhabitants. Photographic Evidence,  5 de mai de 2014

 

Tradução para o português por Anna Malm para Mondialisation.



Articles Par : Global Research News

Avis de non-responsabilité : Les opinions exprimées dans cet article n'engagent que le ou les auteurs. Le Centre de recherche sur la mondialisation se dégage de toute responsabilité concernant le contenu de cet article et ne sera pas tenu responsable pour des erreurs ou informations incorrectes ou inexactes.

Le Centre de recherche sur la mondialisation (CRM) accorde la permission de reproduire la version intégrale ou des extraits d'articles du site Mondialisation.ca sur des sites de médias alternatifs. La source de l'article, l'adresse url ainsi qu'un hyperlien vers l'article original du CRM doivent être indiqués. Une note de droit d'auteur (copyright) doit également être indiquée.

Pour publier des articles de Mondialisation.ca en format papier ou autre, y compris les sites Internet commerciaux, contactez: [email protected]

Mondialisation.ca contient du matériel protégé par le droit d'auteur, dont le détenteur n'a pas toujours autorisé l’utilisation. Nous mettons ce matériel à la disposition de nos lecteurs en vertu du principe "d'utilisation équitable", dans le but d'améliorer la compréhension des enjeux politiques, économiques et sociaux. Tout le matériel mis en ligne sur ce site est à but non lucratif. Il est mis à la disposition de tous ceux qui s'y intéressent dans le but de faire de la recherche ainsi qu'à des fins éducatives. Si vous désirez utiliser du matériel protégé par le droit d'auteur pour des raisons autres que "l'utilisation équitable", vous devez demander la permission au détenteur du droit d'auteur.

Contact média: [email protected]