NATO treina terroristas para desestabilizar a Ucrânia

Entrevista a Michel Chossudovsky

« Empreiteiros (contractors) de companhias de segurança privadas podem fazer o que a NATO não pode abertamente: treinar terroristas que contribuam para desestabilizar a Ucrânia ».
Michel Chossudovsky, Diretor do Centre for Research on Globalization em declarações à RIA Novosti

 

« Aquelas organizações (companhias de segurança privadas) farão o que a NATO não pode fazer abertamente: Podem treinar pessoas para serem terroristas », disse Chossudovsky, acrescentando que na Síria empreiteiros privados estavam a treinar a al-Qaeda.

« Estamos a falar acerca da continuação da política de intervenção militar dos EUA na Ucrânia e na etapa preparatória para um massacre no Sudeste da Ucrânia », Igor Korotchenko, editor-chefe da revista mensal russa Defesa Nacional, acrescentando que a instalação de mercenários da companhia privada Greystone Ltd. pode ser financiada por oligarcas ucranianos e organizada em coordenação com o Departamento de Estado dos EUA.

Chossudovsky considerou à RIA Novosti que mercenários são normalmente contratados por governos, mas há numerosas opções para que eles operem de modo encoberto e não se identifiquem.

« Empreiteiros privados podiam ser contratados pela NATO, ou pelo governo ucraniano ou por um intermediário. Qualquer um pode contratar a Greystone, eles operam de modo encoberto, eles não se identificam e ganham dinheiro », afirmou Chossudovsky.

A tropa fandanga dos golpistas de Kiev.« Considerando que os serviços de segurança da Ucrânia mostram sua óbvia incompetência, mercenários estrangeiros podem suprimir os protestos na parte Sudeste do país », disse Korotchenko.

Chossudovsky considera expectável que a Greystone também recrute ucranianos para a operação e recordou que a companhia contrata pessoas de diferentes nacionalidades, as quais são treinadas por pessoal militar profissional.

« No interior da Guarda Nacional Ucraniana há conselheiros militares ocidentais, eles têm pessoal militar sénior. Supõe-se que treinem serviços de protecção, mas de facto treinam terroristas », disse Chossudovsky.

« A NATO e os EUA não irão reconhecer a presença destas forças especiais. O que está a acontecer é um influxo de forças especial na Ucrânia as quais estão ali tendo em vista sustentar o actual governo, mas elas também contribuem para um processo de desestabilização », afirmou Chossudovsky enfatizando que mercenários infiltrar-se-iam nos movimentos de base para desencadear a violência por toda a Ucrânia.

O perito canadiano também afirmou que conselheiros da NATO já estão presentes na Ucrânia e que foram trazidos pelas autoridades de Kiev.

« Temos informações de que havia mercenários no Leste da Ucrânia no princípio de Março. Alguns destes mercenários possivelmente podiam terem sido utilizados para as operações refinadas com franco-atiradores (snipers) que caracterizam o Euro Maidan », disse Chossudovsky, acrescentando que operações semelhantes já foram vistas em outros países.

A Greystone Ltd. é uma companhia privada registada no Barbados que « fornece os profissionais qualificadas e os serviços de administração de programas necessários para enviar helicópteros, segurança protectora e soluções de treino ».

A empresa era uma subsidiária do fornecedor de serviços de segurança privada Blackwter e agora opera como uma entidade separada, mas tem ligações com ela.

O ministro russo dos Estrangeiros expressou anteriormente preocupações sobre a acumulação de forças ucranianas na parte Sudeste do país que envolve cerca de 150 mercenários americanos da companhia privada Greystone Ltd., vestidos com o uniforme da unidade de polícia especial ucraniana Sokol. Moscovo classificou este movimento como uma violação da legislação da Ucrânia.

 

O original encontra-se em NATO trains terrorists who destabilize situation in Ukraine

Esta entrevista traduzida em português encontra-se em http://resistir.info/.



Articles Par : Prof Michel Chossudovsky

A propos :

Michel Chossudovsky is an award-winning author, Professor of Economics (emeritus) at the University of Ottawa, Founder and Director of the Centre for Research on Globalization (CRG), Montreal, Editor of Global Research.  He has taught as visiting professor in Western Europe, Southeast Asia, the Pacific and Latin America. He has served as economic adviser to governments of developing countries and has acted as a consultant for several international organizations. He is the author of eleven books including The Globalization of Poverty and The New World Order (2003), America’s “War on Terrorism” (2005), The Global Economic Crisis, The Great Depression of the Twenty-first Century (2009) (Editor), Towards a World War III Scenario: The Dangers of Nuclear War (2011), The Globalization of War, America's Long War against Humanity (2015). He is a contributor to the Encyclopaedia Britannica.  His writings have been published in more than twenty languages. In 2014, he was awarded the Gold Medal for Merit of the Republic of Serbia for his writings on NATO's war of aggression against Yugoslavia. He can be reached at [email protected]

Avis de non-responsabilité : Les opinions exprimées dans cet article n'engagent que le ou les auteurs. Le Centre de recherche sur la mondialisation se dégage de toute responsabilité concernant le contenu de cet article et ne sera pas tenu responsable pour des erreurs ou informations incorrectes ou inexactes.

Le Centre de recherche sur la mondialisation (CRM) accorde la permission de reproduire la version intégrale ou des extraits d'articles du site Mondialisation.ca sur des sites de médias alternatifs. La source de l'article, l'adresse url ainsi qu'un hyperlien vers l'article original du CRM doivent être indiqués. Une note de droit d'auteur (copyright) doit également être indiquée.

Pour publier des articles de Mondialisation.ca en format papier ou autre, y compris les sites Internet commerciaux, contactez: [email protected]

Mondialisation.ca contient du matériel protégé par le droit d'auteur, dont le détenteur n'a pas toujours autorisé l’utilisation. Nous mettons ce matériel à la disposition de nos lecteurs en vertu du principe "d'utilisation équitable", dans le but d'améliorer la compréhension des enjeux politiques, économiques et sociaux. Tout le matériel mis en ligne sur ce site est à but non lucratif. Il est mis à la disposition de tous ceux qui s'y intéressent dans le but de faire de la recherche ainsi qu'à des fins éducatives. Si vous désirez utiliser du matériel protégé par le droit d'auteur pour des raisons autres que "l'utilisation équitable", vous devez demander la permission au détenteur du droit d'auteur.

Contact média: [email protected]